segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Prefeitos do Oeste do RN sinalizam apoio para agilizar combate ao câncer em Mossoró

O deputado Manoel Cunha Neto, Sousa, convidou 16 prefeitos da região oeste do Rio Grande do Norte para conhecer a estrutura e os serviços prestados nas Unidades I e II da Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMECC), de Mossoró-RN.
Ao final da visita, os gestores sinalizaram positivo no sentido de firmar parcerias para agilizar exames e consequentemente o início do tratamento. "Este era o objetivo desta visita", destaca o deputado Manoel Cunha Neto, Sousa, que articulou junto aos gestores a visita e a possibilidade de parceria.
A LMECC, em suas duas unidades, faz atualmente uma média mensal de 700 aplicações de quimioterapia, cerca de 300 radioterapias e mais ou menos 150 cirurgia, atendendo a população de 64 municípios de três regionais de saúde do Oeste do RN, parte do Ceará e também da Paraíba.
A visita aconteceu nesta sexta-feira, 22. Os gestores e o deputado foram recebidos pelos diretores Wogel Sanges Oliveira, Flávio Luiz Santos, Andre Aleixo e Vanusa Brito. Eles conheceram o Hospital Santa Luzia (Unidade I) e no Hospital da Solidariedade (Unidade II).
O convite para os gestores conhecerem os serviços de oncologia em Mossoró partiu após o deputado Sousa tomar conhecimento dos objetivos da nova diretoria da LMECC, que é ampliar e melhorar (tornando mais humanizados) os serviços já oferecidos em Mossoró.

Flávio Luiz Santos, da LMECC explica ao prefeito Alan Silveira, de Apodi, o funcionamento da oncologia em Mossoró
“Muitos dos prefeitos da região, por desconhecimento, talvez, estão enviando seus munícipes para fazer o tratamento na Liga do Câncer, em Natal, quando este mesmo serviço é ofertada em Mossoró, que é mais perto, não tem fila e mais confortável para paciente”, diz o deputado.
Porém, os diretores da LMECC mostraram ao deputado Sousa que existe um problema. Quando examinados nas unidades de I e II, em Mossoró, os pacientes são enviados de volta para pedir em suas cidades autorização para fazer os exames comprobatórios da doença.
Segundo Flávio Luiz Santos, isto acontece porque as Prefeituras destas cidades referenciam estes tipos de exames para Natal e até para outras regiões, quando poderia serem feitos todos em Mossoró, levando mais conforto e principalmente agilidade para começar o tratamento.
Diante destes fatos e pensando no bem-estar da população, o deputado Sousa convidou os prefeitos e/ou seus representantes de 16 municípios para conhecer a estrutura e os serviços prestados. A visita começou pela Unidade I, instalada no Hospital Santa Luzia, no Centro.
Os prefeitos e secretários, após uma breve conversa com os diretores, visitaram a estrutura de ambulatório, internação e exames. Em seguida conheceram os equipamentos da Unidade II, instalados no Hospital da Solidariedade, no Abolição III, um dos mais modernos do País.

O médico Geison Moreira mostra aos gestores o quanto o acelerador linear é seguro e preciso no tratamento.
Ao final da visita, a nova diretoria da LMECC propôs aos prefeitos parceria para que os pacientes de suas cidades façam os exames nas unidades I e II da LMECC, em Mossoró, com agilidade e precisão que os equipamentos modernos e profissionais gabaritados permitem.
“Eu fiquei surpresa e feliz, porque não sabia que em Mossoró tem um dos equipamentos de radioterapia (acelerador linear) mais modernos do mundo. No Brasil só tem três aparelhos deste”, diz Girlene Ferreira, secretaria de Saúde de Felipe Guerra.
“Já temos uma parceria de apoio aos pacientes de Apodi que fazem tratamento na oncologia em Mossoró, mas agora vejo que podemos ampliar, tornar o tratamento mais ágil, o que é muito importante, e mais humanizado”, assegura o prefeito Alan Silveira, de Apodi.
A LMEC é uma entidade filantrópica, credenciada para prestar serviços custeados pelo SUS, que é referência neste atendimento nas três regionais de saúde do Oeste do Estado, que compreende mais de 60 municípios, ou seja, uma população de quase 1 milhão de habitantes.
“A intenção da Liga é se aproximar dos prefeitos para criar uma plataforma que permita que os pacientes sejam melhor assistidos, o tratamento mais ágil e eficaz e que, também, resulte numa otimização do custeio dos serviços de saúde para estes gestores”, finaliza o diretor geral da LMECC, professor Wogel Sanger, que assumiu o cargo há poucos dias e está confiante no crescimento do serviço.


*Fonte: http://mossorohoje.com.br

sábado, 23 de setembro de 2017

CONVITE MISSA DE UM ANO

A família CABRAL convida a todos os parentes de Isabel Cabral para assistirem à missa de um ANO de sua partida. 
Esposo, filhos, netos, bisnetos, irmãos, cunhadas, noras, sobrinhos, amigos e vizinhos, todos estão convidados! A missa será celebrada neste DOMINGO (24 de setembro) às 19 horas na Igreja MATRIZ de Apodi. Desde já, a família agradece a todos que comparecerem a esse ato de fé e piedade cristã.

FATORES DE RISCO E PREVENÇÃO

Fatores de risco e prevenção para câncer
Adotar hábitos saudáveis, evitando a exposição a fatores de risco, é a principal maneira de se prevenir contra o câncer e outras doenças, como cardiovasculares, respiratórias crônicas, renais e diabetes.
Conhecer os fatores que aumentam as chances de desenvolver essas doenças permite que as pessoas possam evitá-los, melhorando a qualidade de vida e reduzindo as chances de adoecer.
Os principais fatores de risco são tabagismo, alimentação não saudável e ingestão de bebidas alcoólicas. Radiação, infecções, exposição ocupacional a agentes cancerígenos e sedentarismo também estão relacionados ao câncer.
Confira a seguir de que maneira cada um deles interfere no desenvolvimento da doença:
Agentes Infecciosos
Alimentação não Saudável
Fatores Ocupacionais
Ingestão de Bebidas Alcoólicas
Radiação Solar
Sedentarismo
Tabagismo

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

11 DE OUTUBRO TEM BAILE BENEFICENTE AMIGOS DO GASPEC NA ACDA COM RADIOLA CLUB


Casa Durval Paiva é premiada entre as cem Melhores ONGs do Brasil

A instituição ainda foi escolhida como a melhor da região Nordeste
Nesta segunda, 07/08, a Casa de Apoio à Criança com Câncer Durval Paiva, foi reconhecida como uma das 100 melhores ONGs do Brasil e a melhor da Região Nordeste na primeira edição #melhoresOngs de iniciativa do Instituto Doar e da Revista Época. Ao todo, 1.560 organizações se inscreveram. Dessas, 527 tiveram as inscrições validadas e 150 foram pré-selecionadas por um comitê executivo com base no desempenho apresentado. A premiação aconteceu em São Paulo/SP, com destaque para a melhor em cada categoria, a melhor de cada região e a melhor do ano. As 100 melhores instituições receberam um Selo de Qualidade, como forma de criar um estímulo para as ONGs e uma vitrine para os potenciais doadores se decidirem a ajuda-las.
"Nosso objetivo é incentivar a dedicação de quem está fazendo um bom trabalho", diz Marcelo Estraviz, presidente do Instituto Doar. Existem 300 mil ONGs no Brasil, segundo o último levantamento de Fundações Privadas e Associações sem Fins Lucrativos no Brasil, do IBGE e do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. "Queremos dar destaque às organizações com melhor
gestão e transparência, que estão mais preparadas para receber doações de indivíduos", explica. “Nós não avaliamos a missão de cada ONG. Afinal, todas as boas causas são importantes. O que se avalia é se a ONG tem boa gestão, transparência e, portanto, gera segurança e confiança ao doador”, diz Estraviz.
Para listar as melhores ONGs, as instituições foram avaliadas segundo seu alinhamento com a causa, estratégia de atuação, representação, gestão, planejamento, estratégia de financiamento e prestação de contas à sociedade.
Para Rilder Campos, presidente da Casa Durval Paiva, esse prêmio atesta o reconhecimento e compromisso social da instituição. “Há 22 anos temos uma parceria com a sociedade que abraçou conosco a luta contra o câncer infanto juvenil, proporcionando através das doações que mantém a Casa, condições para o tratamento digno e humanizado; possibilidade de cura, mediante o diagnóstico precoce; além do resgate da cidadania com dignidade e qualidade de vida para os nossos pacientes e suas famílias. Essa premiação vem nos incentivar a continuar fazendo sempre mais e melhor a cada dia”, ressalta.
A Casa Durval Paiva tem como missão assistir a crianças e adolescentes com câncer e doenças hematológicas crônicas e seus familiares, contribuindo também para a transformação da realidade de vida dos mesmos. Pela instituição já passaram 1.340 pacientes desde a fundação. Hoje, 1080 estão cadastrados, destes, 538 estão em tratamento. A Casa oferece acolhimento, hospedagem, alimentação, mediação do atendimento médico hospitalar; encaminhamentos e transporte para exames e consultas; além de promoção do bem estar, com apoio multiprofissional - psicológico, social, nutricional, fisioterápico, odontológico, farmacêutico, pedagógico, arte terapêutico e terapêutico ocupacional. Também já construiu 86 casas e reformou 126 residências dos pacientes, através do Projeto Vida. As ações da Casa Durval Paiva alcançam 133 municípios do Rio Grande do Norte, recebendo também pacientes da Paraíba, Piauí, Sergipe e do Ceará.

PRORROGAÇÃO DO EDITAL DE CHAMAMENTO DE ENTIDADES DA SOCIEDADE CIVIL ORGANIZADA PARA COMPOR O CONSELHO DE DIREITOS DAS MULHERES

Prorrogado o prazo para as inscrições de entidades da sociedade civil organizada para compor o Conselho Estadual do Direitos das Mulheres (CEDIM). As inscrições podem ser enviadas até o dia 26 de setembro. Confira o Edital completo com as novas datas no link abaixo: Clique aqui Os documentos deverão ser enviados para o seguinte e-mail da Secretaria Extraordinária de Políticas para as Mulheres (SPM): mulheres.spm@gmail.com Podem participar da seleção entidades brasileiras que atuem na promoção e defesa dos direitos das mulheres, como, por exemplo, quilombolas, matriz africana, negras, LBT, entre outras. O processo seletivo será composto de 03 (três) etapas: inscrição, habilitação e eleição, sendo esta última etapa efetivada por eleição, na qual votam e são votadas as entidades não governamentais inscritas e consideradas habilitadas. No ato da inscrição, as entidades deverão especificar a categoria em que se candidatam. Cada organização temática poderá concorrer a apenas uma categoria de vaga.  

AUTOR: Assessoria de comunicação.

CONVITE PARA VOCÊ!!!


CÂNCER QUE MATOU O JORNALISTA MARCELO REZENDE É MUITO AGRESSIVO

O diagnóstico tardio e o comportamento devastador são duas das principais características do câncer no pâncreas, doença que matou, somada a tumores no fígado, o jornalista Marcelo Rezende, no último sábado. Os sintomas inexpressivos desse tipo de câncer são as maiores causas de ele ser descoberto já em estágio avançado.
— Se o tumor está localizado na cabeça do pâncreas, a doença normalmente se manifesta por icterícia, caracterizado por aquele amarelado nos olhos, com alteração na coloração da urina e das fezes, e coceira no corpo — aponta o médico Roberto de Almeida Gil, oncologista clínico da Oncoclínica, que completa: — Outros sinais da doença, quando ela se instala no corpo e na cauda do pâncreas, são as dores na barriga e nas costas. Além disso, os pacientes apresentam emagrecimento muito rápido e até mesmo uma diabetes que surge de uma hora para a outra.
Assim como em outros casos de câncer, o diagnóstico precoce é sempre o ideal para se realizar o tratamento. É por conta da dificuldade de descobrir a doença cedo, que sua taxa de mortalidade é tão alta. Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca), o câncer de pâncreas é responsável por cerca de 2% de todos os tipos de câncer diagnosticados e por 4% do total de mortes por essa doença, no Brasil.
Exame de sangue pode detectar
Por conta da localização “escondida” do pâncreas, que fica atrás de órgãos como o estômago, o diagnóstico da doença pode se dar por exames de sangue e imagem. Mas, a biópsia do tecido do órgão é o que determina a doença e sua gravidade.
— Para se pensar em cura, o ideal é que o paciente faça a cirurgia. Mas nas pessoas com a doença em estágio mais avançado é preciso quimioterapia — explica Frederico Muller, oncologista clínico do Hospital Fundação do Câncer.
Segundo o oncologista do Inca Cristiano Guedes Duque, nem sempre a cirurgia é o suficiente para a cura.
— Quando é possível realizar a cirurgia, é muito comum o câncer reaparecer.
Fatores de risco
Tabagismo: Quem faz uso do cigarro e seus derivados tem três vezes mais chances de desenvolver câncer de pâncreas do que os não fumantes.
Excesso de bebidas alcoólicas: O consumo exagerado de álcool pode gerar uma inflamação no pâncreas, que pode evoluir para uma pancreatite e, depois, um câncer de pâncreas.
Má alimentação: O consumo em excesso de alimentos gordurosos, enlatados, altamente processados danificam o pâncreas.
Doenças crônicas: Pessoas que sofrem de pancreatite crônica ou de diabetes melitus, submetidas a cirurgias de úlcera no estômago ou no duodeno, que sofreram retirada da vesícula biliar, bem como com histórico familiar de câncer têm mais chances de desenvolver a doença.

*Fonte: Jornal Extra.

PRIMAVERA ROSA: EVENTO GRATUITO PARA MULHERES EM TRATAMENTO DE CÂNCER DE MAMA

No próximo dia 26 de setembro, acontecerá a 2ª edição do ‘Primavera Rosa’. O evento, totalmente gratuito, é destinado a mulheres diagnosticadas com câncer de mama ou em fase de remissão e acontecerá no Solar das Palmeiras, em Botafogo, no Rio de Janeiro. Várias atividades estão previstas ao longo do dia, como palestras de profissionais da saúde; consultoria de automaquiagem, oficina de amarração de lenços, desenho de sobrancelha em henna, tatuagem de mamilos, drenagem linfática, esmaltação das unhas etc. Tudo pensado para proporcionar um dia de informação, beleza e entusiasmo. O diretor do Hospital Fundação do Câncer, o cirurgião e mastologista Carlos Frederico de Freitas Lima, participará falando sobre avanços no diagnóstico e tratamento do câncer de mama.
Suely Guimarães, idealizadora e produtora do evento, revela que a ideia de antecipar o tema à campanha global Outubro Rosa se deve ao fato de querer celebrar o renascimento de um novo ciclo de vida, além de oferecer ferramentas para quem foi diagnosticada coma doença e, portanto, precisa reaprender a lidar com esta nova realidade. “Muito se fala sobre a prevenção e ela é fundamental. Entretanto, precisamos dar suporte prático para quem foi diagnosticado ou se encontra em fase de remissão. São para elas que levamos o nosso esforço, conhecimento e carinho”, revela Suely.
O ‘Primavera Rosa’ é uma ação entre amigos e empresas colaboradoras. Para participar – mulheres em tratamento ou no período de remissão – basta se inscrever pelo site www.e-inscricao.com/primaverarosa/2017

sábado, 16 de setembro de 2017

GASPEC TEVE REUNIÃO NA LIGA MOSSOROENSE

De quarta feira(13/09) a tarde, uma reunião bastante proveitosa com o diretor da Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer,
Dr Flávio Santos e a coordenadora Vanúzia Fernandes.
Obrigado Deus, por tudo!
A nós família Gaspec Apodi, só resta-nos agradecer a todos pela acolhida!

XI SIMPÓSIO DE ONCOBIOLOGIA

Nos dias 27, 28 e 29 de setembro, acontecerá o XI Simpósio de Oncobiologia, uma iniciativa do Programa de Oncobiologia da UFRJ com apoio da Fundação do Câncer.
O evento ocorrerá no Centro de Ciências da Saúde da UFRJ e serão debatidos as metástases, câncer de mama, estimativas de sobrevivência em câncer, a toxicidade na radioterapia e na quimioterapia, alimentos ultraprocessados, entre outros temas.
Entre os convidados, virão pesquisadores internacionais como Thomas Libman, da University of Copenhagen, Dinamarca, e Vania Martin Braga, do Imperial College London, da Inglaterra. E do Brasil, já confirmaram presença Vilma Martins e Emmanuel Dias Neto, ambos do Hospital AC Camargo Cancer Center; Raquel Maia e Eliana Abdelhay, do INCa, Alfredo Scaff, da Fundação do Câncer, Tatiana Tilli, da Fiocruz, Isabel David, da Universidade Federal Fluminense, entre outros.
Para conferir a programação, entre no link simposiodeoncobiologia.blogspot.com

CIENTISTAS AUSTRALIANOS AFIRMAM QUE PODEM DETER O AVANÇO DO MELANOMA

Pesquisadores descobriram combinação de tratamentos que freia propagação para outros órgãos
SYDNEY – Um grupo de pesquisadores australianos afirma ter encontrado uma combinação de tratamentos que pode frear o avanço e a propagação para outros órgãos do melanoma, o tipo de câncer de pele mais letal que existe.
Os resultados dos testes de medicamentos feitos pelo Instituto Australiano de Melanoma, com sede em Sydney, mostraram-se efetivos para impedir a propagação em pacientes que estavam no terceiro estágio da doença, cujos tumores haviam sido removidos. Até aquele momento, estes pacientes tinham um alto risco, entre 40 e 70%, de que o melanoma avançasse e fosse letal.
“Os resultados dos testes clínicos indicam que podemos frear o avanço da doença, impedindo de forma efetiva que se propague e salvando, assim, muitas vidas”, disse Georgina Long, diretora do instituto em um estudo publicado na revista científica “New England Journal of Medicine”.
“Nosso objetivo final, que é fazer com que o melanoma se converta em algo crônico e não em uma doença letal, está, agora, mais perto”, acrescentou.
Uma em cada três pessoas com câncer sofre com o tipo da enfermidade maligna na pele, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde. Ainda que 90% dos pacientes se curem após retirarem a fonte do câncer, os outros 10% podem sofrer com uma possível propagação da doença se identificada tardiamente.
“Até agora, os pacientes com melanoma na fase três, cujos tumores têm sido retirados, só podiam contar com a espera para ver se o melanoma havia se tornado metástase ou se havia estendido”, afirmou o especialista.
Os pesquisadores realizaram dois experimentos com 12 meses de duração: um baseado em imunoterapia e o outro com uma combinação de de medicamentos. Ambos se mostraram efetivos na hora de prevenir que a doença se estendesse.
Um deles, com a terapia combinada de dabrafenib e trametinib, conseguiu bloquear a ação de um gene específico, o BRAF, que é um agente condutor do melanoma.
Esta técnica não só impediu a recaída em pacientes com melanoma de fase III cujos tumores haviam sido retirados, como aumentou as taxas de sobrevida, apontou o estudo.
O outro teste, que utilizou imunoterapia, com nivolumab e ipilimumab, faria com que o sistema imune atacasse as células do melanoma. Os resultados mostraram que os pacientes tratados com nivolumab tiveram menor índice de recaída.
“Estas provas clínicas mostram que agora temos as ferramentas para impedir que o melanoma se propague e avance, o que era um desafio crítico do comportamento da doença sobre a cura que não tínhamos nenhum controle”, disse Long.
Os resultados serão apresentados nesta semana no Congresso Anual da Sociedade Europeia de Oncologia Médica, na Espanha.

*Fonte: O Globo.

terça-feira, 12 de setembro de 2017

GASPEC LAMENTA A MORTE DE NEUSA E ENVIA CONDOLÊNCIAS A TODOS OS FAMILIARES

Toda a família GASPEC, sente-se triste pelo falecimento de dona Neuza Maria, 69 anos, natural de Apodi-RN. A mesma vinha enfrentando problemas de saúde, se submeteu a uma cirurgia ontem e hoje, 12 de setembro, a mesma faleceu no hospital em Mossoró.
O GASPEC apresenta aqui, as condolências a Chagas da CDL, Gildélia Costa, Edilson Costa, Marcos Gil, Conceição Costa e demais familiares, que sofrem com a perda.

João 11:25

Esclareceu-lhe Jesus: “Eu Sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, mesmo que morra, viverá.

PENÚLTIMO MÓDULO DE ATUALIZAÇÃO PARA RADIO-ONCOLOGISTAS ACONTECE ESTA SEMANA

À esquerda, professor Carlos Eduardo ao lado de Diego da Silva, Renato Júnior, Thafarel Machado, Rodrigo Gadia e o coordenador do programa médico, Carlos Manoel de Araújo
Na manhã desta segunda-feira (11), 22 médicos participaram, no Rio de Janeiro, da aula inaugural do penúltimo curso de atualização para radio-oncologistas, parte da primeira fase do Programa Nacional de Formação em Radioterapia. Pela primeira vez, o módulo está sendo divido em dois, com temas distintos e professores de instituições diferentes ao longo da semana.
Até a próxima quarta-feira (13), a equipe do Hospital de Câncer de Barretos (SP), liderada pelos radio-oncologistas titulares do departamento de Onco-hematologia, Rodrigo Gadia, além do físico-médico Renato José Junior e o dosimetrista Thafarel Machado, abordará linfomas e leucemias. Na sequência, especialistas do Hospital A.C. Camargo (SP) falarão sobre tumores pediátricos nas aulas que vão até sexta-feira (15).
“Teremos a oportunidade, em uma semana, de trocar informações importantes sobre o que temos de atual nessas duas subespecialidades. É relevante encontrar esses professores, em um único local, imbuídos no processo de trazer estudos e experiências na área. O conhecimento de oncologia tem sido cada vez mais ampliado e a atualização dos profissionais em temas específicos é prioridade”, afirmou o coordenador científico do programa, professor Carlos Eduardo de Almeida.
Os próximos cursos acontecem em dezembro e encerram o módulo para médicos radio-oncologistas. Até o momento, 320 pessoas já passaram pelas atividades oferecidas na primeira fase do Programa Nacional de Formação em Radioterapia.


*Fundação do Câncer.

LMECC - Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer

Formulários para download em: http://www.ligamossoroense.org/

domingo, 10 de setembro de 2017

GASPEC APODI PARTICIPOU DA MISSA DA NATIVIDADE

Missa da Natividade de Nossa Senhora!
10 anos de ordenação presbiteral de Pe. Francisco das Chagas! 

A celebração aconteceu na noite de sexta feira, 08 de setembro na Igreja Matriz de Apodi, e contou com a participação de fiéis católicos e familiares do padre. Foi um momento emocionante para todos presentes.
Parabéns Pe. Chagas!!!

Poeta de São Francisco do Oeste faz homenagem ao aniversariante Padre Dário Tórboli


Dario Tórboli

Ah! Esse pároco é diferenciado.
amado, idolatrado pelo que faz!
Esse padre é louvor, amor,
logo uma benção do pai!
Ele é respeitado,
marcado pelo que faz!
Quem de nós não nos orgulhemos,
torcemos, rezamos
pela sua saúde, cultura,
pois estando sã,.
o sucesso será sua marca!
Não importa se é italiano,
mas, de fato, nós o amamos muito,
principalmente como mais um brasileiro destes:
grande, heroico de tanta gente,
que só, pessoalmente,
podemos demonstrar o carinho e afago!
Esse padre é uma graça das mais simples,
às relíquias douradas!
Esse padre tem a nossa cara,
de pessoa sã,
humilde e abençoada!
Eis que, aqui, em São Francisco do Oeste amamo-te bastante
e reconhecemos a sua prática sacerdotal como sendo-a congraciada,
além de ser amada intensamente!
Eita, esse padre é referenciado!,
Notado, redigido até em poema,
já que seus ensinamentos,
pregações e não podem ficarem omissos,
escondidos, licenciados
daí registrarem tudo isso, a começar pelo seu aniversário!
Manoel Guilherme de Freitas. Professor - MS, poeta, crítico de arte. São Francisco do Oeste -RN, Brasil.

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

GASPEC NO DESFILE DE 7 DE SETEMBRO EM APODI

O GASPEC participou do Desfile Cívico de 7 de Setembro em Apodi. Um evento que reuniu um grande número de pessoas na praça e no Caçadão da Lagoa do Apodi.
Escolas e entidades do município saíram às ruas da cidade em comemoração do dia 7 de setembro; Crianças, jovens e idosos todos orgulhosos pela apresentação em nossa cidade.
A inclusão, no desfile em Apodi foi o que mais chamou a atenção dos participantes, pois tivemos cadeirantes e outros portadores de necessidades especiais. Todos tiveram a oportunidade de participar.
O Grupo de Assistência às Pessoas com Câncer de Apodi - GASPEC participou com orgulho.